• Exposição Cultura e Movimento Negro em Pelotas/RS

  • Voltar
 por 

A dança como expressão de cultura…

Há dois anos a Cia. de Dança Afro Daniel Amaro e a BPP, vem executando uma parceria que visa a visibilidade e valorização da cultura negra em Pelotas, através das oficinas de danças de matizes africanas, como dança de Benim, dança de Guiné Bissal, dança afro-contemporânea e dança afro-brasileira, e também de performance e mostras de teatro e dança de origem africanas. É fundamental essas ações, para o reconhecimento da contribuição da etnia negra para a formação da sociedade pelotense, e ao mesmo tempo a valorização do patrimônio histórico material e imaterial da cidade.

Daniel Amaro.

Fotografia de Roseane Duarte e Liége Ferreira, Tadeu Vilani.

Performance a Dança dos Orixás executada no Salão Nobre da Bibliotheca Pública Pelotense. Coreografia e elenco Daniel Amaro

Da cultura dos blocos…

BLOCO DO MAPA…

MAPA DO TROMBONE 30 ANOS
“A MÚSICA COM A EXPERIÊNCIA DO TEMPO”

Nesses 30 anos de carreira Mapa teve muitas oportunidades de acompanhar
vários artistas locais e nacionais, assim como ser líder de bancada das Torcidas
organizadas do Grêmio Esportivo Brasil, onde a musica proporcionou a ele
momentos inesquecíveis como conhecer vários lugares, pessoas, culturas
oportunizando levar a nossa cultura pelotense além de suas fronteiras.
Em 2015 criou o Bloco do Mapa com intuito do Resgate dos antigos carnavais
com estreia em 2016 o Bloco está no seu quinto desfile onde em 2020 teve na mais
de dez mil foliões brindando esses 30 anos de carreira.

Jacqueline Santos

E pelas pessoas que constroem a história da cidade…

Júlio dos Santos – 70 anos.

Começou suas atividades na infância direcionada a vida religiosa,cultural e política.

Cresceu junto a Igreja de Nossa Senhora Aparecida, no Simões Lopes como, sacristão, secretario e catequista do Padre Ozy Fogaça.

Foi criado o Teatro Infantil e o Coral da SANSA(Soc.Assistencial.Na.Sra.Aparecida).

Desde jovem desfilando no tradicional Bloco Burlesco Bafo da Onça como o Porta Estandarte mais antigo em atividade 57 anos de Bafo.

Locutor, animador de eventos da cidade e colonial, publicitário, locutor da Rodo rádio e Comércio de Pelotas.

A Força da Religiosidade… por Babalorixá Juliano de Oxum Epandá

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *